A COPA MULTICULTURAL

A Copa do Mundo de Rugby de 2019 no Japão está prestes a começar, com 20 equipes de todo o mundo se reunindo para disputar o prêmio mais importante do esporte.

A união de Rugby é um dos esportes internacionais mais multiculturais, com muitos jogadores que optam por jogar em outros países além daquele onde nasceram, mas quais são as equipes na Copa do Mundo de 2019 que possuem mais jogadores estrangeiros?

Ingressos Copa do Mundo de Rugby

Nacionalidades da Copa do Mundo

Analisando as últimas equipes anunciadas por cada time que participará da Copa do Mundo, vemos que apenas um em cada cinco jogadores (22%) do Mundial nasceu em um país diferente daquele que estarão representando.

Enquanto 20 nações estarão competindo no torneio, 30 países diferentes serão representados pelos jogadores, incluindo Alemanha, Camarões, Argélia e Espanha.

Alguns dos jogadores estrangeiros mais conhecidos esperados no torneio incluem George North, que representa o País de Gales, mas nasceu na Inglaterra e Billy Vunipola, que joga pela Inglaterra, mas nasceu na Austrália e poderia até jogar por Tonga, o país de nascimento de seus pais.

Os Jogadores

618

Jogadores Nativos

78%

788

Total

Pie chart

170

Jogadores Estrangeiros

22%

No. de Nacionalidades

1 Nova Zelândia - 91 Jogadores
2 África do Sul - 62 Jogadores
3 Inglaterra - 54 Jogadores
4 Argentina - 48 Jogadores
5 Namíbia - 46 Jogadores
6 Fiji - 45 Jogadores
7 Geórgia - 42 Jogadores
8 Irlanda - 40 Jogadores
9 Rússia - 37 Jogadores
10 Austrália - 36 Jogadores
11 Uruguai - 34 Jogadores
12 Itália - 33 Jogadores
13 França - 32 Jogadores
14 Estados Unidos - 32 Jogadores
15 País de Gales - 31 Jogadores
16 Canadá - 28 Jogadores
17 Tonga - 27 Jogadores
18 Escócia - 23 Jogadores
19 Japão - 17 Jogadores
20 Samoa - 16 Jogadores
21 Samoa Americana - 2 Jogadores
22 Hong Kong - 2 Jogadores
23 Nova Caledônia - 2 Jogadores
24 Zimbábue - 2 Jogadores
25 Argélia - 1 Jogador
26 Camarões - 1 Jogador
27 Alemanha - 1 Jogador
28 Guiné - 1 Jogador
29 Papua Nova Guiné - 1 Jogador
30 Espanha - 1 Jogador

Equipes

Enquanto 17 das 20 equipes parecem apostar em jogadores estrangeiros, nenhuma bate a Samoa, com mais da metade (61%) dos seus jogadores nascidos no exterior, o que faz sentido se considerarmos que a sua população não chega nem menos a 200 mil pessoas!

A equipe de Tonga, uma ilha próxima à Samoa, também é composta, em grande parte, por jogadores estrangeiros que equivalem a quase 50% do time.

As equipes mais diversificadas são as seleções dos EUA e Itália, com nove nacionalidades representadas e contam com jogadores como Sergio Parisse (nascido na Argentina, mas é o jogador mais premiado da Itália) e Ian McKinley (nascido em Dublin, mas qualificado para jogar pela Itália depois de ter jogado Rugby por mais de três anos por lá).

Por outro lado, as que têm menos jogadores estrangeiros são as dos países sul-americanos e do leste europeu, como a Argentina, a Rússia e o Uruguai que não têm nenhum e a Geórgia que, em seu elenco, possui apenas um jogador nascido no exterior.

Mapa

Classificação

  • Classificação

  • Equipe

  • Total

  • No. de Nacionalidades

  • Jogadores Nativos

  • Jogadores Nativos (%))

  • Jogadores Estrangeiros

  • Jogadores Estrangeiros (%)

Quais foram as nações que criaram mais jogadores?

A vencedora entre as nações que mais prepararam jogadores que poderiam estar jogando no torneio, sem sombra de dúvida, é a Nova Zelândia.

Além dos 34 jogadores neozelandeses que fazem parte da sua própria equipe, há também outros 57 "Kiwis" (apelido dado aos jogadores neozelandeses) que poderiam entrar em campo com outras seleções durante o torneio.

Isso inclui cerca da metade da equipe de Tonga, assim como Gareth Anscombe, do País de Gales, e Mako Vunipola, da Inglaterra.

Jogadores Nativos

  • Classificação

  • Equipe

  • Jogadores Nativos na Própria Equipe

  • Jogadores Nativos em Outras Equipes

As Regras

Embora muitos outros esportes, como futebol e cricket, exijam que um jogador tenha a nacionalidade do país que representa, esse não é o caso do Rugby, e é por isso que vemos equipes nacionais tão diversas.

As regras de elegibilidade do mundo do Rugby ditam simplesmente que um jogador pode jogar por um país onde:

Nasceram
Tenham pais ou avós
Moram há mais de três anos (embora esse período será estendido para cinco anos a partir de 2021)

No entanto, alguns países impõem suas próprias regras de elegibilidade. Por exemplo, a França exige que os jogadores tenham a nacionalidade francesa, enquanto os jogadores australianos que moram no exterior já devem ter jogado pelo menos sete temporadas na Austrália ou 60 jogos para serem elegíveis à seleção nacional.

As regras às vezes causam controvérsias, como a Romênia que inicialmente se classificou para a Copa do Mundo, mas foi desclassificada logo em seguida por ter jogadores inelegíveis.

Fontes

A lista das equipes e a maioria dos dados sobre as nacionalidades foram obtidos no Wikipedia.

Para a lista completa de dados e outras fontes usadas, clique aqui..

Foram analisadas as últimas equipes disponíveis a partir de 31 de julho, e são as seguintes:

Argentina - Equipe de treinamento com 46 homens
Austrália - Equipe do campeonato de Rugby com 34 homens
Canadá - Equipe de treinamento com 31 homens
Inglaterra - Equipe de treinamento com 38 homens
Fiji - Equipe da Copa das Nações do Pacífico com 42 homens
França - Equipe de treinamento com 37 homens
Geórgia - Equipe de treinamento com 43 homens
Irlanda - Equipe de treinamento com 44 homens
Itália - Equipe de treinamento com 44 homens
Japão - Equipe da Copa das Nações do Pacífico com 31 homens
Namíbia - Equipe de treinamento com 50 homens
Nova Zelândia - Equipe do Campeonato de Rugby com 39 homens
Rússia - Equipe dos Campeões Europeus de Rugby com 36 homens
Samoa - Equipe da Copa das Nações do Pacífico com 33 homens
Escócia - Equipe de treinamento com 42 homens
África do Sul - Equipe do Campeonato de Rugby com 39 homens
Tonga - Equipe da Copa das Nações do Pacífico com 31 homens
Estados Unidos - Equipe de treinamento com 50 homens
Uruguai - Equipe de treinamento com 43 homens
País de Gales - Equipe de treinamento com 42 homens